Puberdade Precoce

Puberdade é a transição entre infância e fase adulta, caracterizada por uma série de alterações endócrinas e psicológicas, o que resulta em maturação sexual e desenvolvimento da capacidade reprodutiva. Entre as modificações observadas nesse período, destacam-se o aparecimento dos caracteres sexuais secundários, a produção dos gametas maduros e o estirão do crescimento linear.

Classicamente é definida como o desenvolvimento de caracteres sexuais secundários antes dos 8 anos em meninas e 9 anos nos meninos, e geralmente é causada por uma produção inadequada de hormônios. Atualmente, estudos vêm mostrando uma tendência à queda dessa idade de início da puberdade.

Com isso, aparecem os primeiros sinais da puberdade: aumento do volume da glândula mamária nas garotas e, nos meninos, aumento dos testículos, bem como a produção de esperma.

A sequência de eventos que caracteriza o processo, até a sua conclusão, é classificada em uma escala de maturação sexual desenvolvida em 1962 pelo pediatra britânico James MourilyanTannere, daí ser conhecida como "estágios de Tanner".

[EXPAND O desenvolvimento feminino segundo os estágios de Tanner]t1[/EXPAND] [EXPAND O desenvolvimento masculino segundo os estágios de Tanner]t2[/EXPAND] [EXPAND Tendências]Essa tendência de antecipação da menarca nas meninas estaria associada com a melhoria das condições de vida da população e ao aumento dos casos de obesidade infantil. Meninas com peso acima do normal para a idade têm maior probabilidade de chegar à menarca mais cedo, conforme mostram os estudos.

A puberdade precoce pode ocorrer, no entanto, devido a algum problema orgânico como tumores no sistema nervoso central, traumatismo cerebral, meningite e irradiação do sistema nervoso. Ou, ainda, por herança genética. A principal consequência da puberdade precoce para a vida adulta é a baixa estatura final. A exposição prematura e crônica aos hormônios sexuais leva o organismo a entender que atingiu a maturidade física e deve fechar os espaços entre os ossos, interrompendo o crescimento.[/EXPAND] [EXPAND Outra origem da puberdade precoce]A herança genética pode estar relacionada com até 90% dos casos de puberdade precoce sem causa conhecida[/EXPAND] [EXPAND Tratamento]O tratamento da puberdade precoce pode serrealizado com drogas inibidoras do hormônio liberador de gonadotropinas (GnRH) e de hormônios sexuais. O tratamento do tipo mais comum de puberdade precoce é feito com análogos de GnRH, bloqueando temporariamente o eixo produtor dos hormônios que promovem o aparecimento dos caracteres sexuais secundários.[/EXPAND] [EXPAND Referências Bibliográficas]

1. Macedo, DB. et al. Avanços na etiologia, no diagnóstico e no tratamento da puberdade precoce central.ArqBrasEndocrinolMetab. 2014;58/2.
[/EXPAND]